Tag: The CW

#Série | Stargirl

Oi gente!
Quem aí é fã de séries de super heróis? O canal americano The CW lançou mais uma produção do Arrowverse (universo que compreende “Arrow”, “The Flash”, “Supergirl”, “Legends of Tomorrow”, “Black Lightning” e “Batwoman”). Agora chegou a vez de “Stargirl” – programa teen protagonizado por herdeiros da icônica Sociedade da Justiça.

Com 13 episódios, a 1ª temporada foi aclamada pela crítica e também pela audiência, que rendeu bons índices nos Estados Unidos. “Stargirl” começa quando Courtney (Brec Bessinger) e sua mãe Barbara Whitmore (Amy Smart), decidem se mudar da Califórnia para a cidade fictícia interiorana de Blue Valley, em Nebraska. Após a morte do marido, Barbara juntou os trapos com Pat Dugan (Luke Wilson), que tem um filho, Mike (Trae Romano).

A contragosto, Courtney precisa se adaptar em um município pequeno, onde todo mundo conhece todo mundo. É aí que o cajado mágico do lendário herói Starman a escolhe como sua nova “dona”. Na escola, Court se aproxima de Yolanda (Yvette Monreal), Rick (Cameron Gellman) e Beth (Anjelika Washington), levando-os a assumir os mantos de Pantera, Homem-Hora e Dra. Meia-Noite. Juntos, eles precisam conter um terrível plano que prevê a dominação das mentes de toda a população adulta dos Estados Unidos.

Inspirados no otimismo típico da Era de Ouro dos Quadrinhos, os personagens crescem a cada episódio e superam desafios pessoais que os assombravam antes da formação do supergrupo. Esse período clássico dos quadrinhos também é refletido na caracterização dos vilões. Assim como eram nos primórdios do gênero, os antagonistas são caricatos, coloridos e surpreendentemente divertidos.

A série tem um bom futuro pela frente e pode representar um novo recomeço às produções da CW. Flash e Supergirl já estão perdendo público. Batwoman veio para reforçar, mas Stargirl deve trazer um novo direcionamento para um outro lado de super heróis da DC. E muito provavelmente a personagem deve integrar os próximos crossovers.

Com uma segunda temporada já garantida na CW, “Stargirl” tem tudo para continuar se destacando entre tantas adaptações televisivas de histórias em quadrinhos.

Já conheciam o universo de Stargirl? Pretendem acompanhar a série? Me digam o que acham do futuro da DC na TV

E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 
Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange

#Série | Nancy Drew

Oi gente!
Se você é fã de “Riverdale”, com certeza irá gostar da dica de série de hoje! “Nancy Drew”, nova série do canal The CW, disponível no Brasil pela Globoplay, traz o clima de suspense e investigação, além dos dramas juvenis.

Na trama, conhecemos Nancy (Kennedy McMann), uma garota de 18 anos, cujo sonho era sair da pequena cidade de Horseshoe Bay. Desde pequena, ela adora mistérios e ficou conhecida por resolver diversos casos bem mais rápido que a polícia. Após a morte da mãe, Nancy começa a trabalhar no restaurante The Claw, vive uma vida em conflito com o pai Carson Drew (Scott Wolf), e se vê envolvida em uma investigação de assassinato, no qual por sinal acaba se tornando um dos suspeitos ao lado de outros 4 jovens – Nick (Tunji Kasim), George (Leah Lewis), Bess (Maddison Jaizani) e Ace (Alex Saxon).

Enquanto tenta provar a sua inocência e dos outros amigos, Nancy acaba descobrindo que o assassinato de Tiffany Hudson (Sinead Curry) pode ter uma ligação com outro assassinato envolvendo uma jovem da sua cidade – Lucy Sable (Stephanie Van Dyck). Retornando a vida de detetive, a garota se envolve numa trama que inclui crimes do passado, um vestido cheio de sangue, uma assombração e muitos segredos.

Um ponto interessante a ser destacado é que Nancy Drew não é uma personagem nova, mas sim que já passou por algumas releituras ao longo dos anos. A primeira aparição de Nancy Drew aconteceu em 1930, na qual a mesma era protagonista de uma saga literária de mistérios criada pelo escritor Edward Stratemeyer como um derivado da saga Hard Boys. Entretanto, o mesmo não era o único a escrever sobre a personagem, já que a saga em questão contava com um grupo de “escritores fantasmas” que usavam o pseudônimo de Carolyn Keene. A saga original, intitulada Nancy Drew Mistery Stories, durou de 1930 até 2003. Entretanto, neste meio tempo, uma saga chamada The Nancy Drew Files foi lançada em 1980 com uma pegada mais adulta e apresentando interesses românticos para a protagonista.

Com 18 episódios, “Nancy Drew” aposta em uma teia de mistérios, que perduram durante toda a temporada, dando um clima bem mais maduro do que “Riverdale”. Além disso, a produção traz romances, incluindo um quarteto amoroso entre Nancy, Nick, George e Owen (Miles Gaston Villanueva). Outro personagem de destaque é Ryan Hudson (Riley Smith) – um bon vivant rico, que era marido de Tiffany e também está envolvido no principal mistério da trama, incluindo em um grande plot twist no final da temporada.

E para aqueles que já viram “Nancy Drew”, podem ficar tranquilos que a 2ª temporada já foi encomendada em janeiro pelo canal CW. Contudo, a notícia ruim é que o novo ano de Nancy Drew não será lançado ainda em 2020, devido à pandemia do coronavírus.

Já conheciam Nancy Drew? Quem aí vai ver a 1ª temporada? Deixem seus comentários!

E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 
Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange | Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange