Tag: Max Thieriot

#Série | Seal Team

Oi gente!
Hoje vou trazer mais uma dica de série – e esta tem um estilo um pouco diferente das que costumo assistir! Com a situação atual no mundo, as produções com temática militar estão surgindo em grande escala. Em sua primeira temporada (produzida pela CBS), Seal Team me conquistou por trazer uma proposta interessante e ousada.

Criada por Benjamin Cavell (roteirista de “Justified”), a série apresenta o cotidiano do SEAL Team Six, um grupo da Marinha dos Estados Unidos que é conhecido por ser a principal unidade antiterrorismo das forças armadas do país. Apesar de ser um grupo formado para operações no mar, ele acaba cobrindo outras missões em diversos meios e regiões, sendo responsável também por resgate de reféns, infiltrações e assassinatos.

Para vocês terem uma ideia, Seal Team teria apenas 13 episódios, porém com o sucesso, a CBS produziu uma temporada completa com 22 episódios. A estreia foi assistida por 9,7 milhões de telespectadores ao vivo e manteve uma média acima dos 8 milhões nos seguintes.

Resultado de imagem para seal team

Não se trata de uma superprodução, mas o enredo é interessante – o que faz querermos acompanhar do início ao fim. O elenco é um destaque a parte – David Boreanaz (que fez “Bones”) é o protagonista Jason Hayes – chefe do grupo, que apesar de não querer demonstrar, ainda está tentando superar a perda recente de um colega durante uma missão. Junto com o restante do grupo, Jason enfrenta diversas missões – algumas quase suicidas – para conseguirem seus objetivos militares em diversas regiões do mundo, principalmente no Oriente Médio. Paralelamente, a história que mais merece destaque é a do jovem militar Clay Spencer (Max Thieriot – de Bates Motel), que sonha em entrar para o grupo de elite do Seal Team, mas enfrenta o passado do pai – um militar renomado que escreveu um livro e revelou segredos obscuros do exército americano. Completam o elenco – Jessica Paré (de “Mad Men”), Neil Brown Jr. (“Straight Outta Compton”), AJ Buckley (que está mega irreconhecível!! A hora que descobri que era o Adam de CSI New York quase surtei haha) e Toni Trucks (da série “Franklin & Bash”).

A minha principal crítica é o roteiro – que não foi bem trabalhado nos primeiros episódios. A história da relação entre Jason e seu melhor amigo Nate Massey (Daniel Gillies, de The Originals e The Vampire Diaries), que morreu após uma missão tinha tudo para ser o principal mote da narrativa, mas não foi desenvolvida e depois de alguns capítulos foi completamente esquecida. Além disso, o início da série conta narrativas que acabam em cada episódio – são missões que tem início e fim em apenas 45 minutos, então não conseguimos nos conectar com a história. Inclusive um dos episódios se passa no Brasil – e teve erros graves porque toda ação ocorre no Paraná, na fronteira com o Paraguai e colocaram até a Floresta Amazônica. Erros a parte, o roteiro melhora nos episódios do meio da temporada para o final, que os capítulos possuem uma história contínua. Nesta fase, o grupo embarca em uma missão no Oriente Médio, após o assassinato de um grupo de elite que trabalhava no local. Jason e equipe precisam descobrir o que aconteceu e prender os terroristas responsáveis.

Como um todo, Seal Teal vai bem ao entreter, mas não é a melhor série das estreantes neste ano. É interessante para quem tem algum espaço sobrando na grade, ou mesmo para quem curte a temática de guerra. Acredito que a segunda temporada, já confirmada, deverá ser bem melhor, visto a forma como acabou a primeira.

Já conheciam Seal Team? Pretendem assistir? E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 

Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange