Tag: Game of Thrones

Apostas para o Emmy 2018

Oi gente!
Eu já tinha um outro post preparado para hoje, mas resolvi mudar porque segunda-feira é dia de Emmy 2018 – a principal premiação da TV americana, que completa 70 anos, e no post de hoje resolvi comentar as principais categorias, dar as minhas previsões para vencedores e dizer quais são as minhas séries do coração  Detalhe: vou falar apenas das principais categorias!

Vou começar com a categoria de “Melhor Minissérie ou Série Limitada”
Concorrem: The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story  |  Godless  |  Patrick Melrose  |  The Alienist  |  Genius: Picasso


Série do  American Crime Story e Godless
Minha aposta: Assim como na edição anterior do Emmy, em que American Crime Story – contando a história do jogador O.J. Simpson que foi acusado de matar a esposa – levou TODOS os prêmios, acredito que neste ano será igual! A série é mega caprichada – padrão Ryan Murphy (tem resenha dela AQUI), e nesta segunda temporada narrou a história do assassinato do estilista Gianni Versace. Com relação às demais – Godless é muito boa, até merecia ganhar. The Alienist e Genius: Picasso (tem resenha AQUI) também são produções interessantes. Patrick Melrose é a única dessas indicadas que ainda não vi.

“Melhor Ator em Série Limitada ou Telefilme”
Concorrem: Darren Criss (The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story) | Antonio Banderas (Genius: Picasso) | Benedict Cumberbatch (Patrick Melrose) | Jeff Daniels (The Looming Tower) | John Legend (Jesus Christ Superstar) | Jesse Plemons (Black Mirror: USS Callister)


Minha aposta: Com certeza aposto no Darren Criss, que foi o grande destaque de American Crime Story, interpretando o assassino Andrew Cunanan – um trabalho impecável, digno de premiação. E queria destacar também a presença do Antonio Banderas, que também faz um ótimo trabalho em Genius, como o famoso pintor Picasso.

“Melhor Atriz em Série Limitada ou Telefilme”
Concorrem: Jessica Biel (The Sinner) | Michelle Dockery (Godless) | Sarah Paulson (American Horror Story: Cult) | Edie Falco (Law & Order True Crime: The Menendez Murders) | Laura Dern (The Tale) | Regina King (Seven Seconds)


Minha aposta: Difícil apostar nessa categoria! Primeiro: ainda não assis Seven Seconds e True Crime (apesar de estarem na minha lista). Laura Dern faz uma boa aparição em The Tale – que inclusive ainda vou trazer resenha desse filme; e Michelle Dockery é uma das minhas atrizes queridinhas, então amei vê-la em Godless. Maas, na minha opinião, acho que esta categoria fica entre Sarah Paulson (maravilhosa, sempre concorrendo e ganhando – ela venceu nesta categoria em 2016) e Jessica Biel (grata surpresa em The Sinner).

“Melhor Série de Comédia”
Concorrem: Atlanta  |  Black-ish  |  Silicon Valley  |  Unbreakable Kimmy Schmidt  |  The Marvelous Mrs. Maisel  |  Curb Your Enthusiasm  |  GLOW  |  Barry


Série do  Silicon Valley
Minha aposta: Gente, vou confessar que série de comédia não é meu forte… das indicadas assisti apenas Atlanta, Silicon Valley e Barry. Mas, pelo que se fala na mídia e, principalmente, pela crítica, Atlanta e The Marvelous Mrs. Maisel são as mais fortes para vencer. Neste caso torço por Atlanta – que é mega interessante, traz uma crítica social fantástica e um humor negro que faz toda diferença. Porém, The Marvelous Mrs. Maisel já venceu ano passado e vem ainda mais forte neste ano. Se for para apostar, aposto nela!

** PS: não vou me aventurar nas categorias de atuação em comédia porque, como expliquei, não acompanho a maior parte delas. Mas, se vocês assistem, comentem em quais vocês apostam.

E finalmente as categorias principais de DRAMA.
Concorrem: Stranger Things  |  Game of Thrones  |  The Crown  |  The Handmaid’s Tale  |  This Is Us | Westworld  |  The Americans


Série do TODAS!
Minha aposta: Meu Deus! O que apostar nessa categoria?? Simplesmente amo todas as séries e acho que todas deveriam ganhar!! Mas vamos lá… Stranger Things (tem resenha AQUI), The Americans (que está em sua última temporada) e The Crown (tem resenha AQUI) não ganham. Agora temos uma briga boa entre as outras quatro. This is Us (resenha AQUI) é maravilhosa, não consigo ficar um episódio sem chorar! Westworld é uma super produção e tem muitas chances, mas a minha aposta é The Handmaid’s Tale – a série do momento! Apesar que Game of Thrones corre por fora (a 7ª temporada não foi essas coisas, mas é uma produção forte e que sempre leva todos os prêmios – resenha AQUI).

“Melhor Ator Coadjuvante em Série de Drama”
Concorrem: David Harbour (Stranger Things) | Mandy Patinkin (Homeland) | Peter Dinklage (Game of Thrones) | Nikolaj Coster-Waldau (Game of Thrones) | Joseph Fiennes (The Handmaid’s Tale) | Matt Smith (The Crown)


Minha aposta: Vocês sabem que eu acompanho Homeland desde o início, mas Mandy Patinkin, apesar de ser um mega ator, não tem chances. E mesmo com toda a força de The Handmaid’s Tale, Joseph Fiennes também não deve levar. David Harbour é uma boa opção – até queria que ele vencesse, mas acho que a estatueta irá para um dos representantes de Game of Thrones – Peter Dinklage já venceu duas vezes nessa categoria; e Nikolaj Coster-Waldau teve ótimas cenas na última temporada exibida. Já Matt Smith corre por fora, tendo boas chances de vencer também.

“Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Drama”
Concorrem: Ann Dowd (The Handmaid’s Tale) | Alexis Bledel (The Handmaid’s Tale) | Yvonne Strahovski (The Handmaid’s Tale) | Millie Bobby Brown (Stranger Things) | Thandie Newton (Westworld) | Lena Headey (Game of Thrones) | Vanessa Kirby (The Crown)


Minha aposta: Podemos ver uma supremacia de The Handmaid’s Tale nessa categoria! Aposto na Yvonne Strahovski – a personagem Serena teve um destaque muito maior na segunda temporada da série. Ficaria mega feliz com a vitória da Thandie Newton (apostei nela ano passado e acabei errando).

“Melhor Ator em Série de Drama”
Concorrem: Matthew Rhys (The Americans) | Sterling K. Brown (This Is Us) | Milo Ventimiglia (This Is Us) | Jeffrey Wright (Westworld) | Jason Bateman (Ozark) | Ed Harris (Westword)


Minha Aposta: Sterling K. Brown, sem mais.

“Melhor Atriz em Série de Drama”
Concorrem: Claire Foy (The Crown) | Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale) | Evan Rachel Wood (Westworld) | Keri Russell (The Americans) | Sandra Oh (Killing Eve) | Tatiana Maslany (Orphan Black)


Minha Aposta: Outra categoria que podiam vencer todas! Keri Russell, Tatiana Maslany e Claire Foy tem a última chance de vencerem nessa categoria com suas séries atuais, já que The Americans e Orphan Black estão na temporada final e The Crown terá novo elenco com a passagem de tempo. Curti a indicação de Sandra Oh (tem resenha de Killing Eve AQUI); mas a categoria fica polarizada entre Elisabeth Moss e Evan Rachel Wood. Na minha opinião vai dar Elisabeth Moss, pela segunda vez consecutiva.

É isso pessoal, essas são as minhas apostas para esse ano. Como vocês perceberam The Handmaid’s Tale deve fazer a limpa no Emmy! Nada mais do que merecido, neh?! Agora quero saber o que vocês acharam das minhas previsões, concordam ou discordam?! Me falem aí nos comentários e me sigam nas redes sociais 

Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange | Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange

#Séries | 7ª temporada de Game of Thrones

No domingo (27) a HBO exibiu a season finale de Game of Thrones – para nossa tristeza, já que a sétima temporada foi bem curtinha, tendo apenas 7 episódios. E hoje vou falar de um modo geral o que achei da temporada e também as melhores cenas na minha humilde opinião. Ah detalhe importante – o post tem muitos SPOILERS!!

Bom, podemos dizer que esta temporada de Game of Thrones foi mais para juntar vários pontos soltos e promover diversos reencontros. Os produtores D.B. Weiss e David Benioff prometeram “menos episódios, mas mais momentos épicos” (o que até aconteceu, mas não tanto comparado com as temporadas anteriores). Então bora conferir as minhas cenas preferidas:

ARYA VINGADORA

E para começar a minha lista dos melhores momentos da sétima temporada de Game of Thrones, tivemos a cena em que a Arya Stark (Maisie Willians) vinga o Casamento Vermelho. Esta foi a primeira cena no episódio 01 e que cena lacradora! Antes dos créditos, voltamos ao salão do Casamento Vermelho para assistir a um novo banquete de Walder Frey com os seus partidários. Após convidar o salão a fazer um brinde, o velho faz um discurso em que lembra o evento no qual vários Stark morreram. Mas, na verdade, trata-se da vingança de Arya que envenenou a todos durante o brinde. “Quando perguntarem o que aconteceu, diga que o Norte não se esquece. Diga que o inverno chegou à Casa Frey”. A cena levou o twitter ao delírio já logo no início!

REENCONTRO DE ARYA E NYMERIA

Quem se lembra na primeira temporada quando Ned Stark libertou Nymeria – a loba de Arya e sacrificou Lady – a loba de Sansa Stark. Desde esta cena que os fãs de GoT esperam ansiosos pelo reencontro, que ocorreu nesta temporada. Depois do massacre dos Frey, Arya reencontra sua loba, porém Nymeria cresceu e, como ela, tornou-se selvagem: “Não é mais a mesma”. Arya se vê mais uma vez refletida nela. A cena foi um pouco ambígua – muitos não entenderam a referência feita pelos produtores. Mas ainda assim, a cena foi bem linda.

MORTE DE MINDINHO

No último episódio, finalmente aconteceu o que todos esperávamos desde o primeiro episódio de GoT – a morte do Mindinho (Aidan Gillen). Desde o início dessa temporada houve muitas teorias de que Lord Baelish iria morrer. Tudo começou antes da estreia, com as fotos promocionais mostrando Arya com a faca utilizada quando tentarem matar Bran Stark (Isaac Hempstead-Wright), e que nós sabíamos que era de Mindinho. E como o Bran agora é o Corvo de Três Olhos – ele pode ver tudo o que acontece no presente e passado – a gente já imaginava que a máscara de Mindinho iria cair. Mas caiu somente no sétimo episódio. Durante todo esse tempo, Lord Baelish fez diversas intrigas entre as irmãs Sansa e Arya. Até que seu “julgamento” chegou e o que todos esperavam finalmente aconteceu – Arya matou Baelish com a faca.

RAINHAS FRENTE A FRENTE

Outro momento de destaque ocorreu no último episódio da temporada, quando a rainha Cersei Lannister (Lena Headey) fica frente a frente com a rainha Daenerys Targaryen (Emília Clark). As duas se encontram em King’s Landing, quando Daenerys vai pedir uma trégua para lutar no Norte com os Caminhantes Brancos. A cena foi bem interessante e mostrou uma mega tensão em todos.

REENCONTRO DOS STARKS

Um dos reencontros mais esperados desde a primeira temporada era dos irmãos Starks – Sansa (Sophie Turner), Arya (Maisie Willians), Bran (Isaac Hempstead-Wright) e Jon Snow (Kit Harington). A sequência começou no episódio 03 quando Bran chega em Winterfell e reencontra Sansa – agora Lady de Winterfell. Mas o melhor ainda estava por vir – o acerto de contas de Sansa e Arya. Ambas as cenas foram incríveis – e a cena que reuniu os três em volta da árvore Coração foi melhor ainda – quando Bran faz Sansa lembrar que foi estuprada por Ramsey Bolton na noite de seu casamento, mostrando às irmãs que agora ele pode reviver qualquer cena do passado.

JONERYS

Sim, tivemos Jonerys nesta temporada!! Todos os fãs de GoT shipam muito Jon Snow (Kit Harington) e Daenerys (Emilia Clark). Tanto que o twitter foi à loucura com a cena de amor entre os dois no último episódio. Inclusive essa cena foi bem importante, já que tivemos a explicação (que há bastante tempo já imaginávamos) de que Jon Snow é um Targaryen e é o verdadeiro herdeiro do Trono de Ferro.

CHURRASCO DO EXÉRCITO LANNISTER

No episódio 04, o exército Lannister viaja para Porto Real com o ouro do Jardim de Cima, escoltados pelos Tarly. Num cenário que recorda um pouco o velho oeste, os dothrakis aparecem no horizonte. O exército Lannister tem tempo para preparar sua defesa, mas não contava com a aparição de Daenerys e Drogon, cujo fogo arrasa com tudo. A batalha foi épica e com certeza é uma das melhores cenas de toda a série.

MORTE DE OLENNA TYREL

E finalmente a melhor cena da sétima temporada, na minha opinião, foi a morte da Olenna Tyrel (Diana Rigg), no episódio 03. O exército Lannister, comandado por Jaime (Nikolaj Coster-Waldau), toma o Jardim de Cima quase sem resistência. Jaime encontra então Lady Olenna, a Rainha dos Espinhos, em seus aposentos. Esta lhe pergunta como será sua morte. Jaime responde que Cersei queria fazer coisas horríveis com ela, mas que ele a convenceu e lhe oferece um veneno para que tenha uma morte indolor. Olenna o bebe, e chega sua grande despedida: ela confessa a Jaime que foi ela – e não Tyrion (Peter Dinklage) – quem envenenou o rei Joffrey. “Conte a Cersei. Quero que ela saiba que fui eu”. Simplesmente lacrou!