Tag: Carol Burnett

Filme | Quase uma Rockstar

Oi gente!
Já faz um tempinho que assisti “Quase uma Rockstar”, novo drama adolescente da Netflix, e hoje vou falar um pouquinho sobre o que achei do filme! A produção é baseada no livro homônimo, escrito por Matthew Quick, mesmo autor de “O Lado Bom da Vida” e lançado no Brasil pela Editora Intrínseca.

Preciso dizer que ainda não li o livro, portanto falarei mais do filme. Inclusive por não saber muito da história, esperava mais uma produção teen, porém trata-se de um drama mais adulto, mas sem tirar a essência adolescente, que com certeza vai te conquistar.

A trama gira em torno de Amber Appleton (Auli’i Cravalho), uma jovem musicista que é boa aluna, cuida de velhinhos em uma casa de repouso, dá aula de inglês para imigrantes coreanas, trabalha em uma loja de donuts, organiza os eventos sociais da escola e ajuda no café da manhã do melhor amigo “especial”. Ela também perdeu o pai, é filha de uma mãe alcoólatra Becky (Justina Machado) que tem um namorado violento e guarda dinheiro para alugar um apartamento, já que ela dorme todas as noites em um ônibus escolar. Seu grande sonho é entrar na prestigiada escola de música Carnegie Mellon.

O roteiro do trio Marc Basch, Matthew Quick e Brett Haley (Por Lugares Incríveis) consegue nos transportar logo de cara para a vida corrida da nossa protagonista, onde ela parece encarar tudo com um otimismo incrível e um excelente bom humor mesmo que há diversos motivos para isso não acontecer. Embora Amber faça tanto por todos e por sua comunidade, a verdade é que sua vida pessoal está desmoronando e ela não consegue ver perspectiva de como conseguir dar a volta por cima.

E com certeza o grande destaque do filme é a atriz Auli’i Cravalho, que fez sucesso mundial ao dublar e cantar a voz de Moana, no sucesso da Disney. A jovem está super segura e entrega uma performance comovente. A personagem sofre bastante, como uma mocinha de novela mexicana, mas Auli’i Cravalho não decepciona e entrega nos momentos tristes, e de felicidade, uma atuação impressionante. A poderosa voz de Cravalho na música “Feels Like Home”, é uma das cenas mais bonitas do filme. “Quase uma Rockstar” é quase como se fosse um conto da Cinderella moderno.

Os personagens coadjuvantes, apesar de pouco aproveitados, possuem importância ao arco narrativo da história, com destaque para Justina Machado (de “One Day at a Time” e “Jane the Virgin”) e Carol Burnett (“The Carol Burnett Show)”, que faz a senhora rabugenta residente no asilo onde Amber trabalha como voluntária. Além delas, não temo como não se apaixonar pelo cachorrinho Bobby Big Boy. Também acho que o núcleo dos amigos poderia ter sido melhor aproveitado, principalmente no interesse amoroso da protagonista.

No final, “Quase Uma Rockstar” traz uma importante mensagem de gratidão. É um filme tocante e inspirador, que mostra que o verdadeiro rockstar é aquele que diariamente se esforça em fazer do mundo um lugar melhor.

E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 
Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange | Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange