#Filme | The Tale – O Conto

Oi gente!
Hoje vou falar de filme, que já faz um tempinho que assisti e somente agora consegui trazer a crítica para vocês. Estou falando de “The Tale” – “O Conto” – filme produzido pelo canal HBO e que rendeu à atriz Laura Dern uma indicação ao Emmy 2018, na categoria de atriz em série limitada ou telefilme.

A produção conta uma história densa sobre uma jornada de autoconhecimento, memórias que vagaram durante décadas, relacionamentos abusivos e que cai diretamente no movimento #MeToo. O filme narra a história de Jennifer (Laura Dern), que tem uma ótima carreira como documentarista e professora e um relacionamento repleto de carinho e respeito mútuo com seu noivo, Martin (Common). Porém, quando sua mãe Nettie (Ellen Burstyn) encontra uma história que ela escreveu para escola quando tinha 13 anos contando sobre um relacionamento que teve com dois adultos – a professora de equitação Sra. G. (Elizabeth Debicki) e seu amante Bill (Jason Ritter), ela é obrigada a revisitar um passado traumático e reconciliar suas lembranças com o que de fato aconteceu com ela. E o mais inquietante é que se trata de uma história real da documentarista Jennifer Fox, que dirige e roteiriza o longa.

“The Tale – O Conto” é uma boa produção, bem caprichada, mas é um filme intenso, difícil, com uma história muito impactante e cenas pesadas que mostram estupro infantil. Tiveram momentos em que eu fiquei bem chocado com o que foi mostrado, porém é necessário se discutir isso e, principalmente, escancarar para uma sociedade que precisa ver e fazer algo sobre.

Com relação às atuações, Laura Dern está espetacular, assim como a jovem Isabelle Nélisse, que interpreta a personagem Jennifer na infância – uma coisa importante a destacar e que apareceu ao final do filme é que a atriz não participou de nenhuma cena que mostrou os estupros sofridos pela personagem. Também destaco os atores Jason Ritter e Elizabeth Debicki.

Poderoso, triste e incômodo e super devastador, “The Tale” chega num momento importante ao falar de questões sexuais e relações de poder. Se você for assistir, se prepare para ter uma reviravolta de emoções.

th

  • Emerson

    Temas pesados mas super atuais. Gostei da resenha. Bom final de semana! Jovem Jornalista Fanpage Instagram Até mais, Emerson Garcia

  • Caverna Literária

    Oi, Felipe! Acho que a pior parte é saber que é baseado em uma história real, né? Toda essa intensidade e cenas pesadas terem mesmo acontecido é o que mais impacta. Dica anotada! xx Carol http://caverna-literaria.blogspot.com

  • Tamires Marins

    Oi, Felipe Eu adorei esse filme. Ele é realmente incômodo, mexeu muito comigo e me deixou revoltada. Beijo - Tami Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

  • Jennifer

    Seus posts, como sempre, maravilhosos! :) Passa lá no blog que tem resenha musical nova. Espero você por lá! <3 Abraços, Jennifer. http://entrelinhasentrepautas.blogspot.com.br

  • Denise Crivelli

    Oi eu já vi resenhas bem positivas desse filme, ele parece ser bom só que pelo que andei lendo parece ser meio pesado também. Que bom que gostou de assistir ele. Quem sabe um dia eu assista. http://momentocrivelli.blogspot.com

  • Aline

    Bom dia Felipe. Não conhecia esse filme, uma ótima dica! Fiquei com muita vontade de assistir. Realmente parece muito forte e até dificil de digerir mas necessário, ainda mais pq é baseado em fatos reais. Divagando Palavras www.divagandopalavras.com

  • Michele Lima

    Oi Felipe, o filme tem uma temática forte, achei mega interessante, ainda vou conferir! BJs, Mi O que tem na nossa estante

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *