#Livros | Um Cavalheiro em Moscou

Autor: Amor Towles
Editora: Intrínseca
Páginas: 464
Skoob
Onde Comprar: Americanas | Submarino | Saraiva | Fnac
Foto: Facebook Intrínseca

Oi gente!
Hoje vou falar do livro “Um Cavalheiro em Moscou”, publicado pela Editora Intrínseca e escrito pelo americano Amor Towles. A publicação permaneceu por quase um ano na lista de best-sellers do New York Times, com mais de um milhão de exemplares vendidos.

Nobre acusado de escrever uma poesia contra os ideais da Revolução Russa, Aleksandr Ilitch Rostov, “O Conde”, é condenado à prisão domiciliar no sótão do hotel Metropol, lugar associado ao luxo e sofisticação da antiga aristocracia de Moscou. Mesmo após as transformações políticas que alteraram para sempre a Rússia no início do século XX, o hotel conseguiu se manter como o destino predileto de estrelas de cinema, aristocratas, militares, diplomatas, bons-vivants e jornalistas, além de ser um importante palco de disputas que marcariam a história mundial.

Mudanças, contudo, não paravam de entrar pelo saguão do hotel, criando um desequilíbrio cada vez maior entre os velhos costumes e o mundo exterior. Graças à personalidade cativante e otimista do Conde, aliada à gentileza típica de suas origens, ele soube lidar com a sua nova condição. Diante do risco crescente de se tornar um monumento ao passado até ser definitivamente esquecido, o Conde passa a integrar a equipe do hotel e a aprofundar laços com aqueles que vivem ao seu redor.

Pessoal, vou confessar… foi difícil ler este livro, até fiquei pensando se eu falava sobre ele ou não – resolvi falar. A narrativa é bem arrastada, levei muito tempo. Cheguei até a desistir, começar outros e depois voltei para terminar. A história é muito descritiva – em alguns casos temos vários parágrafos, talvez até páginas, para poder contar uma coisa pequena – acabou desanimando muito.

O interessante é a carga significativa dos personagens. O Conde Rostov personifica a decadência de uma sociedade que dominava a Rússia antes da revolução – de nobre à garçom, ele nos guia em uma jornada de descobrimento e avaliação. O Conde apresenta ao leitor sua sabedoria e sensibilidade ao abandonar certos hábitos e se abrir para as incertezas de novos tempos que, mesmo com a capacidade de transformar a vida como a conhecemos, nunca conseguirão acabar com a nobreza de um verdadeiro cavalheiro. Indo além, podemos até classificar o Hotel Metropol como o grande protagonista da história, retratando as principais mudanças de concepções e quebras de preconceitos.

No geral, não foi um livro que eu curti muito, achei muito arrastado, a leitura não fluiu e ao final se tornou muito cansativo. A premissa é muito interessante, mas do jeito que foi desenvolvida se tornou pouco atrativa.

E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 

Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange | Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange

  • Amanda Caroline Santos

    Interessante o livro Beijos www.estiilocarol.com

    • Felipe Lange

      Amanda, que bom que curtiu

  • Mayara Vieira

    Não é muito meu estilo literário, mas gostei da dica. Bjs www.mayaravieira.com.br

    • Felipe Lange

      Mayara, que bom que gostou

  • Juliana

    Puts, não curto livros assim, prefiro algo mais dinâmico, parecia ter tudo para ser bom. Beijos http://www.pimentadeacucar.com

  • Tony Lucas

    Achei a capa muito linda! Adorei a resenha! <3 Abraço http://tonylucasblog.blogspot.com/

    • Felipe Lange

      Tony, também adorei essa capa

  • DIEGO MORAIS VIANA

    Oi, Felipe. O livro parece bom. Bela resenha. Abraços. Diego || Diego Morais Viana

    • Felipe Lange

      Diego, tinha tudo para ser bom

  • Emerson

    Vou passar o livro então. Boa semana! Jovem Jornalista Fanpage Instagram Até mais, Emerson Garcia

    • Felipe Lange

      Emerson, melhor coisa que você faz haha

  • Tamara Mansur

    Olá Felipe! Tudo bem? Acho que não ia curtir também não.. parece bem complexa e de um tema que não me chama atenção! Beeijo http://lecaferouge.blogspot.com/

  • samanta dafini

    hahahha, quando eu li ''Moscou'' lembrei de memes durante a copa. Amei a indicação e sobre a historia, estava necessitando disso mesmo <3 amei a resenha https://dosedeestrela.blogspot.com/

    • Felipe Lange

      Samanta, que bom que gostou

  • Aline

    Oi Felipe. Que pena que não funcionou para você, esse livro está na minha lista de desejados, de qualquer forma quero da uma chance para essa leitura, espero que funcione para mim. Beijos Divagando Palavras www.divagandopalavras.com

    • Felipe Lange

      Aline, se ler, depois me diz o que achou

  • Fernanda Rodrigues

    Sempre que um livro se arrasta eu começo a tentar entender as escolhas que o autor fez para causar esse tipo de efeito. Às vezes, entender a estética do livro e o estilo do autor ajuda a compreender a narrativa com mais facilidade. Espero que a próxima leitura seja mais prazerosa. Beijos

  • Aléxia Macêdo

    Oooi, antes mesmo de ver sua opinião eu já imaginava que a narrativa seria assim. É muito raro livros com essa temática terem uma narrativa fluida. Achei interessante a história, mas livros arrastados para mim não funciona, me dá muita preguiça de continuar a leitura.

    • Felipe Lange

      Aléxia, para mim também não funcionou

  • O diário da Inês

    Não conhecia, parece ser interessante, mas não faz o meu género. Bom fim de semana. :) -- O diário da Inês | Facebook | Instagram

    • Felipe Lange

      Inês, para você também!

  • Miguel

    Que pena que a leitura não fluiu, parecia realmente ser um livro interessante

  • Juliana

    Eu ameei a capa, super linda!

    • Felipe Lange

      Ju, também adorei, foi um dos motivos para ter comprado haha

  • Marcela

    A história parece ser bem interessante, eu curto esse tipo de narrativa, mas que pena que é arrastada neh. Tinha tudo para ser um livro incrível

  • Aline Goettems

    Oie, tudo bem? Uma pena ter a premissa boa mas a leitura ser arrastada, o livro não faz meu estilo então vou passar longe, mas adorei sua resenha e a sinceridade nas palavras. Beijos!

  • Thamiris

    Hey Felipe! Tudo bem? Não conhecia o livro, e confesso que depois da sua opinião, não vou conhecê-lo. Leituras arrastadas também são cansativas pra mim. Obrigada por comentar lá blog. Volte sempre! ~ miiistoquente

    • Felipe Lange

      Thami, obrigado pelo comentário

  • Caverna Literária

    Oi, Felipe! Que pena que a leitura foi assim arrastada, eu também não arriscaria na leitura por conta desse fator, e por não ser um gênero que não costumo ler... xx Carol http://caverna-literaria.blogspot.com

    • Felipe Lange

      Carol, realmente é muito arrastada

  • Jennifer

    Para além do design lindo, o conteúdo do livro também parece ser maravilhoso! Tem post novo lá no blog. :) Abraços, Jennifer. http://entrelinhasentrepautas.blogspot.com.br

    • Felipe Lange

      Jennifer, o design é incrível mesmo

  • Daisy

    Oi Felipe! Leituras com muitas descrições podem dar uma desanimada, ainda mais quando o livro não tem picos de ação ou algo de muito envolvente acontecendo. O livro me pareceu ter uma pegada bem mais lenta e não fica muito dentro da minha zona de conforto rs Mas parabéns pela resenha! Abçs, Daisy - nuvemdeletras.com

  • Luiza Helena Vieira

    Oi, Felipe! A história parece ser bem legal, mas esse livro não faz muito meu tipo de leitura :( Beijos Balaio de Babados

    • Felipe Lange

      Lu, por ser uma leitura bem detalhista, tem que ser para quem curte muito mesmo

  • Silvana Crepaldi

    Olá, Felipe. Eu achei o enredo bem interessante e tive essa impressão também do hotel ser o protagonista. Vou querer ler, mesmo você tendo curtido tanto. Prefácio

  • Denise Crivelli

    Oi pena que não curtiu a leitura e que se tornou uma leitura dificil , uma pena quando isso acontece, nem conhecia o livro. http://momentocrivelli.blogspot.com/

  • Paloma

    POxa que pena! Esse livro é bem falado... mas livro cansativo nao dá! Eu queria ler , mas agora nem sei mais. A capa é dez e chama muito atençao! Obrigada pela resenha sincera. Passa lá no blog para conferir as novidades. Beijos, Monólogo de Julieta

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *