#Séries | Desventuras em Séries

O fim de semana rendeu bastante com as minhas maratonas de séries – assisti “Fuller House” (leia a resenha AQUI), “The Crown” (em breve escreverei sobre ela) e “Desventuras em Série”, que é o tema do texto de hoje.

Baseada nos livros de Lemony Snicket (pseudônimo de Daniel Handler), a primeira temporada da série lançada pela Netflix conta com oito episódios e aborda os acontecimentos dos quatro primeiros livros – Um Mau Começo, A Sala dos Répteis, O Lago das Sanguessugas e Serraria Baixo-Astral (a série possui 13 volumes), dando tempo suficiente para que as tramas sejam bem exploradas.

A trama acompanha os infortúnios das crianças Baudelaire e parte do momento em que Violet (Malina Weissman), Klaus (Louis Hynes) e Sunny (Presley Smith) perdem os pais em um terrível incêndio que destrói também sua casa. Acompanhados do sempre correto e ignorante Sr. Poe (K. Todd Freeman), elas devem ir morar com seu parente mais próximo, o não tão convidativo Conde Olaf (Neil Patrick Harris).

“Desventuras em Série” é também uma belíssima produção, porém é difícil não compará-la com o filme produzido em 2004. Os grandes destaques das produções são os atores que interpretaram o vilão – Conde Olaf: Neil Patrick Harris (na série) e Jim Carrey (no filme). E ainda assim, vemos grandes diferenças – Conde Olaf de Jim Carrey é mais cômico, canastrão, diferente do Conde Olaf de Neil P. Harris, que é mais sombrio.

O elenco, inclusive, foi escolhido a dedo – os órfãos Baudelaire são ótimos, principalmente a pequena Sunny, cuja única função é ser fofinha. Malina Weissman e Louis Hynes (Violet e Klaus) se encaixaram bem em seus personagens. Ainda no elenco, outros grandes nomes da TV americana – Alfre Woodard como Tia Josephine (famosa pela personagem Betty Applewhite de “Desperate Housewives”), Aasif Mandvi como Tio Monty (“Law and Order”),
Cobie Smulders como a Mãe (conhecida pela Robin de “How I Met Your Mother”), Catherine O’Hara como Dra. Georgina Orwell (“Esqueceram de Mim”) e a indicada ao Oscar Joan Cusack como a juíza Strauss (“Uma secretária de futuro” e “Será Que Ele É?”).

Enfim, a Netflix conseguiu de forma louvável adaptar a série de livros de Lemony Snicket, transpondo para a telinha todo o humor negro, a ironia, a fantasia e o absurdo de Desventuras em Série. E o canal já confirmou a segunda temporada, com 10 episódios, baseados nos próximos cinco livros da série!!

  • Stéphanie Segal

    Quero assistir essa série, preciso arrumar um tempinho para ela.

  • Miguel

    Eu amei essa série, muito boa

  • Juliana

    Amo Desventuras em Série

  • Marcela

    Quero muito assistir

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *