#Filme / A Qualquer Custo

Assisti mais um filme que está concorrendo ao Oscar“A Qualquer Custo”, do diretor David Mackenzie concorre em 4 categorias – melhor filme, ator coadjuvante para Jeff Bridges, roteiro original e edição. Não deve ganhar nenhuma estatueta, mas é um bom filme.

A história narra a saga dos irmãos Howard – Tanner (Ben Foster) e Toby (Chris Pine), assaltantes de bancos do interior do Texas. Estes necessitam do dinheiro para pagar as hipotecas deixadas pela mãe e que acarretaram na perda de uma residência da família. Enquanto isso, uma dupla de policiais os persegue: Alberto Parker (Gil Birmingham), um hispânico ascendente de indígenas e Marcus Hamilton (brilhantemente interpretado por Jeff Bridges), prestes a se aposentar, mas determinado a impedir novos roubos e prendê-los antes da aposentadoria.

O filme é um faroeste contemporâneo. A história dos irmãos Howard é apenas um pano de fundo para um roteiro bem elaborado, que faz com sutiliza uma crítica social, política e econômica. Vemos em diversas cenas o preconceito entre os policiais – o personagem de Jeff Bridges chama constantemente seu parceiro de indígena. Em outro take, ao observar uma cidade no interior do Texas, Alberto diz que “150 anos atrás, tudo era terra de meus ancestrais até que seus ancestrais [referindo-se a origem europeia e branca de Marcus] as tomaram. Mas agora elas estão sendo tomadas de vocês”, referindo-se às grandes mudanças políticas na história do estado do Texas. Além disso, em diversas oportunidades são mostradas placas nas estradas falando sobre especulações do setor financeiro – está é a principal crítica do filme, já que os irmãos roubam os bancos para pagar a hipoteca do mesmo banco.

Com relação às atuações, Jeff Bridges está maravilhoso em cena. Tudo bem que ele sempre interpreta esses tipos de personagens durões em filmes ‘western’, mas como sempre, está muito bem. Ben Foster também não sai de sua zona de conforto – faz o mesmo tipo que já interpretou em outras oportunidades. A grande surpresa é Chris Pine, que está num papel sisudo, sem a vaidade de galã.

A fotografia do filme e as imagens são muito bonitas. E uma curiosidade, a história se passa no estado americano do Texas – vemos paisagens bem características – porém nenhuma cena foi filmada no estado. Outro ponto muito positivo é a trilha sonora com músicas country, que criam todo o clima. “A Qualquer Custo” é um bom filme, crítico, com cenas de tirar o fôlego e performances na medida, enfim, intenso.

  • Vander

    Promete ser bem legal!

    • Felipe Lange

      Vander, é bem legal, sim

  • Stéphanie Segal

    fiquei curiosa, preciso assistir.

    • Felipe Lange

      Stéphanie, assistir sim, você vai gostar

  • Marcela

    Parece ser bem interessante

    • Felipe Lange

      Marcela, é super bacana

  • Miguel Garcia

    Adoro esse estilo de filme

  • Juliana Cardoso

    Adoro os filmes do Jeff Bridges Já tinha ouvido falar bem do Chris Pine nesse filme

    • Felipe Lange

      Chris Pine está muito bem mesmo

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *