Livro ▪ Garotas em Chamas

Autora: C.J. Tudor
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Skoob
Onde Comprar: Americanas | Submarino | Amazon

Oi gente!
C.J. Tudor tem se mostrado uma ótima autora de suspense, tanto que todas suas histórias sempre me prendem, e com “Garotas em Chamas” não foi diferente. O thriller me prendeu do início ao fim e aguçou muito minha curiosidade para saber o que estava realmente acontecendo.

A história se passa na pequena Chapel Croft. Cinco séculos atrás, mártires protestantes foram traídos, e então queimados. Trinta anos atrás, duas adolescentes desapareceram sem deixar vestígios. E há algumas semanas, o responsável pela paróquia local se enforcou na igreja. Agora, a reverenda Jack Brooks, mãe solteira de uma jovem de quatorze anos, chega a esse vilarejo em busca de um recomeço. Em vez disso, encontra um lugar tomado por conspirações e segredos, e é recebida com um estranho pacote de boas-vindas: um kit de exorcismo e um bilhete: “Não há nada escondido que não venha a ser descoberto”. Quanto mais Jack e sua filha, Flo, exploram a cidadezinha e conhecem seus estranhos moradores, mais as duas se aprofundam em feridas antigas, mistérios e suspeitas.

A relação entre Jack e Flo é bem delicada, com altos e baixos. Além disso, ambas se mostram bem humanas, com atitudes ambíguas, entre erros e acertos. E foi bem interessante como a autora trabalhou a evolução delas, assim como dos personagens secundários, que transitam pela narrativa, sempre de forma misteriosa, escondendo segredos, como forma de confundir o leitor. Jack também tem coisas não resolvidas em seu passado e a relação de Flo com um menino da cidade abala ainda mais tudo isso.

A narrativa dividida entre passado e presente, foca em dois mistérios. O desaparecimento de duas amigas que até hoje traz consequências aos moradores da cidade, além do mito de que garotas pegam fogo para assombrar os acontecimentos do passado. A mistura entre religião, elementos sobrenaturais e mistério cria toda uma ambientação fantástica para o livro.

Como falei, C.J. Tudor tem se tornado uma das minhas autoras favoritas de suspense. Suas histórias prendem do início ao fim e a autora tem apresentado uma versatilidade muito interessante. “Garotas em Chamas” traz uma história potente, com reviravoltas e mistérios que nos faz criar várias teorias. Ótima leitura para quem curte o gênero.

E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 
Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange | Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange

  • Vanessa

    Eu vejo muita gente falando bem desse livro. Nunca li nada da autora por ter um gênero mais voltado para suspense e eu acabo ficando ansiosa demais. Mas, a capa é maravilhosa. Beijos. http://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

  • emerson

    Parece ser uma leitura fantástica e cheia de mistério. Boa semana! O JOVEM JORNALISTA está está em HIATUS DE INVERNO de 03/08/22 à 01/09/22, mas você sempre é bem vindo (a) para visitar e comentar os posts! Tem post novo! Não deixe de conferir! Jovem Jornalista Instagram Até mais, Emerson Garcia

  • Kelen Vasconcelos

    Oi Felipe, Sua resenha me lembrou muito uma produção da Netflix: três filmes sobre a "Rua do Medo". Se não viu eu super indico, eu gostei. Acho que essa é a segunda resenha que vejo desse livro e parece ser uma ótima história mesmo, cheia de mistérios ^^ Obrigada pela resenha. Abraço, Kelen Vasconcelos https://www.kelenvasconcelos.com.br/

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *