Livro ▪ A Cor Púrpura

Autora: A Cor Púrpura
Editora: Alice Walker
Páginas: 336
Skoob
Onde Comprar: Americanas | Submarino | Amazon

Oi gente!
No mês de março, em comemoração ao Dia da Mulher, fiz igual ano passado, e li livros clássicos escritos por mulheres. Já falei sobre a leitura de “O Quinze” e “Mary Poppins”; e hoje trago minhas considerações sobre “A Cor Púrpura”, escrito por Alice Walker, considerado um dos clássicos da literatura americana, e que já ganhou uma adaptação nos cinemas, com as atrizes Whoopi Goldberg e Oprah Winfrey.

A história acompanha Celie, uma jovem negra vivendo no sul dos Estados Unidos, durante a primeira metade do século XX, período em que havia grande segregação e preconceito racial. A protagonista começa escrevendo cartas para Deus, narrando o abuso sexual que sofreu nas mãos do padrasto. Suas duas gravidez não desejadas terminam com os bebês sendo retirados de seu convívio, entregues para outras famílias. Depois, Celie é forçada a um casamento arranjado com o Sinhô, que também a violenta constantemente. O que a mantem viva é a esperança de rever sua irmã Nettie, que conseguiu fugir da violência que as duas eram submetidas.

Entre os abusos do pai e os maus tratos do marido, ela se afunda na depressão, concentrada em trabalhar na roça e cuidar dos filhos do primeiro casamento do marido. Porém, ao longo dos anos e através da amizade que firma com Shug Avery, uma cantora que já foi amante de seu marido, e com Sofia, a esposa de seu enteado mais velho, Celie passa a descobrir que seu mundo pode ser muito maior do que trabalhar e servir o Sinhô e apanhar dele. Além de trocar cartas com Deus, Celie descobre que seu marido escondia as cartas que recebia da irmã, e a partir daí, ambas começam a trocar correspondência até o tão aguardado dia do reencontro.

A leitura é extremamente tocante! A narrativa é toda feita em forma de cartas, o que traz um toque especial ao livro. A linguagem é simplória e cheia de erros ortográficos, exemplificando o grau de escolaridade da protagonista. A partir desse cenário, nós conhecemos as vivências e anseios de uma mulher que precisa aguentar todos os males da sociedade em que vive sem nunca revidar.

“A Cor Púrpura” foi uma leitura forte, que me conquistou desde o início. Também vale a pena conferir o filme com direção de Steven Spielberg e que recebeu 11 indicações ao Oscar.

E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 
Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange | Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange

  • Fernanda Rodrigues

    Ultimamente tenho lido mais livros escritos por mulheres e, sobretudo, por autoras brasileiras. Como escritora, sei da importância desse apoio. :) Amei o post! Um beijo, Fê

  • Emerson

    Um filme triste, mas muito lindo. Já assisti e me emocionei bastante. Boa semana! O JOVEM JORNALISTA está de volta com muitos posts e novidades! Não deixe de conferir! Jovem Jornalista Instagram Até mais, Emerson Garcia

  • Alexandro

    Achei muito interessante atualmente esta sua postagens. Fortcap Resultado Abraços ;) !

  • Rafaela Biscassi

    Já ouvi falar muito sobre o filme mais eu confesso que eu não sabia que tinha o livro. Já estou curiosa para ver o filme e ler o livro. Ótimo post. www.paginasempreto.blogspot.com.br

  • Kelen Vasconcelos

    Oi Felipe, Fiquei com muita vontade de ler depois de conhecer sua resenha. Já tinha ouvido falar do livro, mas não sabia nada dele. Com certeza é um livro emocionante e amo livros assim. Muito boa sua resenha ^^ Abraço, Kelen Vasconcelos https://www.kelenvasconcelos.com.br/

  • Juliana Ferreira

    Adorei a resenha e indicação, parece ser maravilhoso demais Beijos www.pimentadeacucar.com

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *