#Filme | A Semana da Minha Vida

Oi gente!
Tem fim de semana que pede um filme clichê né?! Aproveitei o último fds para assistir “A Semana da Minha Vida”, filme musical teen da Netflix, que tem uma vibe “Camp Rock”.

A trama acompanha o jovem rebelde Will (Kevin Quinn) que, após uma confusão com a polícia, tem apenas duas opções: ir para o centro de detenção juvenil ou participar de um acampamento cristão. Optando pela segunda chance, ele vai para o local de férias, relutantemente, mas começa a ganhar interesse quando conhece Avery (Bailee Madison) — filha do líder do lugar. No acampamento, os jovens são divididos em três grupos para participarem de dinâmicas, jogos, brincadeiras e apresentação musical. A partir daí conhecemos os coadjuvantes, como os melhores amigos dos protagonistas: George (Jahbril Cook) e Presley (Kat Conner Sterling), que se gostam, porém não possuem coragem para se declararem, e também o vilãozinho Sean (Iain Tucker).

A história é bem batida, aquele clichezão mesmo! O roteiro é um pouco falho, mas gostei bastante das músicas, apesar do excesso. Boa parte da trilha é composta por canções famosas cristãs. O objetivo do filme é apresentá-las para uma nova geração, ganhando uma roupagem mais pop. Porém, principalmente no início, achei que foram muitas músicas – havia uma fala, uma música; outra fala, outra música. Saturou um pouco. Assim assim, os números eram ótimos, alguns até grandiosos. Não podíamos esperar menos do diretor Roman White, que já comandou videoclipes de Taylor Swift, Carrie Underwood, Shakira e Justin Bieber.

O elenco tem força em seus protagonistas. Bailee Madison não é cantora e isso fica bem nítido, porém quando está junto com Kevin Quinn, tudo melhora (Preciso comentar também que ele é a cara do Zac Efron em HSM). As histórias paralelas são fracas – Sean era para ser um vilão, mas não fica muito claro suas motivações – não entendi se ele gosta da Avery ou se quer apenas ser o centro das atenções.

Enfim, “A Semana da Minha Vida” passa uma mensagem sobre o poder do amor e da fé. A trilha sonora é o grande destaque, mas não espere nada além de mais um musical teen.

E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 
Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange | Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange

  • Jéh

    Olá, Eu gostei bastante do filme apesar dos clichês. Achei o Kevin a cara do Zac em HSM mesmo, até a voz dele me lembrou um pouco rs. Bjs https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

  • Leyanne

    Fazz um tempinho que não vejo filmes nesse estilo e senti um pouco de nostalgia. Gostei da dica. Bjs Imersão Literária

  • Emerson

    Também tive a mesma impressão que você. O filme se apoia muito nas músicas para contar as histórias. Tem uma cena que ganhou o meu coração que foi uma que eles fazem um mash up com uma música de "For king and country". Boa semana! Jovem Jornalista Instagram Até mais, Emerson Garcia

  • Nana

    Olá, Adoro a Bailee, talvez dê uma chance por ela. até mais, Canto Cultzíneo

  • Monique Larentis

    Parece uma narrativa divertida para uma tarde de final de semana. Aliás, já anotei a dica para assistir neste final de semana.

  • Ariane

    Oi Felipe, tudo bem? Já adicionei esse filme em minha lista na Netflix, mas anda tudo tão corrido por aqui que ainda não tive tempo de assistir. Gosto de filmes com essa premissa clichês. Uma pena que alguns personagens deixaram a desejar, mas faz parte. Beijos;*** Ariane Gisele Reis | Blog My Dear Library.

  • Alessandra Salvia

    Oie! Eu assisti, não gostei tanto no início, mas acabei o filme chorando! kkkk beijo http://estante-da-ale.blogspot.com/

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *