#Filme | Pieces of a Woman

Oi gente!
Um filme que estava com boas expectativas para assistir era “Pieces of a Woman”, que rendeu uma indicação ao Oscar à Vanessa Kirby, na categoria de melhor atriz. Porém, infelizmente, a produção não me agradou tanto. Tem seus méritos, porém esperava mais.

O filme é a jornada emocional de uma mãe que acaba de perder seu bebê. Diante dessa perda, ela terá que lidar com as consequências que seu luto tem nas relações com o marido e a mãe, lutando para que seu mundo não desabe por completo.

O começo do filme é a sua melhor parte. Em um genial e bem elaborado plano sequência de mais de 20 minutos, vemos o trabalho de parto feito em casa. Durante sua realização, percebemos o amor entre Sean (Shia LaBeouf) e Martha (Vanessa Kirby) e a bebê Yvete, que está para nascer; também temos a parteira Eva (Molly Parker), que é uma substituta e, por isso, inicialmente sofre certa rejeição do casal, contudo ganha sua confiança e conduz o parto de modo muito humano. Logo de cara, o diretor constrói uma tensão inigualável, principalmente depois que percebemos a tragédia que se passará, e a brutal perda do casal.

A partir daí, o filme se propõe a fazer um questionamento: de quem é a culpa? Pulando de mês em mês, a produção vai retratando a vida de Martha e Sean e as repercussões daquele dia. Vemos Martha voltando ao trabalho e Sean retornando ao alcoolismo, além da dificuldade de retomar a vida sexual. Tudo isso se torna um abismo entre os dois. Por fim, o casal enfrenta a dura realidade de lidar com os outros integrantes da família, mais notavelmente a mãe da protagonista Elizabeth (Ellen Burstyn), que insiste em lidar com a perda da sua própria maneira.

A direção do cineasta húngaro Kornél Mundruczó é impecável neste início promissor. A cena do parto é extremamente detalhista e cheia de significados. Depois disso, o roteiro é fraco e pouco acrescenta ao desenvolvimento. O grande trunfo é a interpretação de Vanessa Kirby. A atriz está fantástica! Já seu companheiro de cena – Shia LaBeouf – deixa um pouco a desejar.

O filme se baseia única e exclusivamente na história de dor e angústia do casal. É uma produção sem grandes pretensões, mas que traz boas oportunidades de interpretação. Vanessa Kirby soube aproveitar muito bem essas oportunidades e conquistou indicações nas principais premiações.

E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 
Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange | Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange

  • cila

    Oi Felipe, que pena que o filme acabou não sendo o que você esperava. Esse ainda não conhecia. Não estou por dentro dos indicados ao Oscar, vou até procurar a lista. Aproveito para desejar a você e sua família, uma Feliz Páscoa!!! beijinhos. cila. https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

  • Leyanne

    Não conheço, mas é bem chato quando algo que esperamos não supre nossas expectativas. Bjs Imersão Literária

  • Priih

    Oi Felipe, tudo bem? Me lembrou um pouco História de um Casamento, no sentido de não ter grandes pretensões mas mostrar como relações se desenrolam. Parece muito bom. Beijos, Priih Infinitas Vidas

  • Ariane

    Oi Felipe, tudo bem? Esse filme está na minha lista na Netflix, mas atualmente estou dando prioridades as séries, já que costumo assistir ou enquanto faço atividade física ou na hora do almoço. Li críticas super positivas desse filme e é uma pena que ele como um todo não tenha atendido as suas expectativas. Beijos;*** Ariane Gisele Reis | Blog My Dear Library.

  • Laura

    Oi, Felipe! Eu vi o trailer na Netflix e achei super interessante, que pena que deixou a desejar :( Boa semana! Estante Bibliográfica

  • Kelen Vasconcelos

    Oi Felipe, Não sei se um filme assim me agradaria, vc disse que o inicio é o mais importante e que depois as coisas ficam meio sem força. Acho que deveriam ter trabalhado melhor a outra parte para não deixar o expectador assim, com essa sensação de que não foi tão bom. Ótima resenha. Abraço, Kelen Vasconcelos https://www.kelenvasconcelos.com.br/

  • Monique

    Mesmo sendo uma produção mais "simples", parece ser muito interessante.

  • Luciano Otaciano

    Oi, Felipe! Parece interessante este filme. Abraço! https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

  • Emerson

    Não conhecia o filme ainda. Adorei a resenha. Boa semana! Jovem Jornalista Instagram Até mais, Emerson Garcia

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *