#Livro | O Cantor de Tango (Projeto Lendo o Mundo)

Oi gente!
Faz tempo que não trago nada do Projeto “Lendo o Mundo” – aquele que leio livros de todos países para conhecer a literatura, cultura e tradições desses locais. Prometo que vou me empenhar para colocar essas leituras em dia (apesar de já ter prometido isso antes). Enfim, dessa vez li “O Cantor de Tango”, escrito por Tomás Eloy Martínez. Pelo nome já é possível saber qual país ele representa: Argentina 

Em “O cantor de Tango”, publicado pela Companhia das Letras, percorremos Buenos Aires em andanças noites adentro e conhecemos ruas e cafés. A história segue Bruno Cadogan, um doutorando americano que está escrevendo uma tese sobre as origens do tango baseado nos ensaios do escritor Jorge Luis Borges. Ele decide ir a capital argentina após ouvir falar de Julio Martel, um cantor de tangos antigos que nunca deixou sua voz gravada e que alguns dizem ser melhor do que Carlos Gardel.

Ao viajar, entre setembro e dezembro de 2001, a Argentina passava por uma forte crise econômica e Buenos Aires é tomada por protestos. Os panelaços nessa época tiveram repercussão mundial e em 12 dias o país teve 5 presidentes diferentes. A história progride junto com a crise, o que parece deixar Bruno ainda mais envolvido com a cidade e seus moradores. No rastro do artista, o estrangeiro se perde em intrincados labirintos sobrepostos em planos paralelos: na arquitetura da cidade, em seu passado pontuado de tragédias, em sua densa literatura e na alma de seus habitantes.

A narrativa é bem intensa e o autor consegue captar a atenção ao descrever lugares e histórias. É impressionante como o personagem protagonista é tão bem construído a ponto de várias vezes achar que era o autor a descrever alguma passagem de sua vida. Inclusive, fiquei chocado ao saber que as histórias retratadas não são verdadeiras, mas imaginárias. Fiquei com muita vontade de passear pelos lugares citados, pelas ruas e parques famosos. Uma dica, se você for ler o livro, primeiramente leia o conto “O Aleph”, de Jorge Luis Borges. Há várias referências ao texto que podem te deixar um pouco perdido durante a leitura. Em uma mistura de elementos jornalísticos, literários e musicais, Tomás Eloy Martínez constrói um arco narrativo interessante, apesar de ter uma barriga desnecessária durante o desenvolvimento da história.

Este foi o 7º livro lido do projeto. Quer saber quais foram os outros? Acesse AQUI

E pessoal, aproveitem e me sigam nas redes sociais 
Instagram do Entrelinhas | Instagram Felipe Lange | Fanpage Entrelinhas | Facebook Felipe Lange

  • Hanna Carolina

    Que dica mais legal, eu não conhecia esse livro, mas amo quando um livro fala tanto de lugares reais, que nos dá vontade de viajar e conhecer pessoalmente. Valeu pela dica! =) Bjks! Mundinho da Hanna Pinterest | Instagram | Skoob

  • Leyanne

    Nunca li um livro do país, mas adorei a dica e achei a proposta bem bacana. Bjs Imersão Literária

  • Diane Ramos

    Olá.. Adorei a sua resenha! Ainda não conhecia a obra em questão, mas pelos seus comentários pude perceber que com certeza é um livro que me agradaria. A premissa é bem legal e, é claro, já anotei a sua dica! Bjo http://coisasdediane.blogspot.com/

  • Emerson

    Fiquei com vontade de visitar esse lugar por meio desse livro. E é aqui do lado, né? Boa semana! Jovem Jornalista Instagram Até mais, Emerson Garcia

  • Ray Cunha

    Olá Felipe, Achei o livro bem interessante, adoro quando nos dá essa vontade de viajar e conhecer cada cantinho descrito. Mas mais do que o livro, adorei o projeto. Tem algum tempo que venho pensando em fazer algum projeto parecido mas que não sai do papel. Beijo! www.amorpelaspaginas.com

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *